Um Misterioso Assassinato em Manhatan

May 12, 2012 in Home Video

Manhattan Murder Mystery. EUA, 1993. Direção: Woody Allen. Roteiro: Woody Allen, Marshall Brickman. Elenco: Woody Allen, Diane Keaton eJerry Adler.

Woody Allen e Diane Keaton formavam um ótimo casal.

Nova Iorque, chuva, assassinato e um filme de Woody Allen. Uma combinação que costuma ser fértil para o Cinema, seja pela inteligência e ironia das falas dos personagens, ou até mesmo pela situação que eles vivem. Aqui, temos o casal de meia-idade Larry e Carol Lipton (Allen e Keaton) que, após conhecerem um idoso e simpático casal, no dia seguinte presenciam a morte súbita da esposa, consequência de um ataque cardíaco.

A questão, porém, é que o marido não parece tão abalado assim. Carol observa isso e uma ideia nasce em sua cabeça e vai crescendo: não seria ele um assassino daqueles de livros de mistério? Quais pistas eles presenciaram que poderia significar algo mais do que uma morte por doença? As questões vão aumentando conforme acompanhamos não só o espírito de aventura de Carol (ou de busca por algo incomum na enfadonha vida do casal) se contrapondo com a neurose controlada de Larry, com a interpretação de Allen no automático, mas ainda assim divertido.

Como roteirista, Allen é esperto não entrega as coisas de mão beijada. Ele convida o espectador em seu roteiro a perceber aos poucos experimentar a sensação de algo errado junto com Carol, que vai encontrando pista atrás de pista, que podem muito bem não significar nada, o que gera como sempre deliciosos e sarcásticos diálogos. Porém, a trama é forte o suficiente para chamar a atenção até mesmo no meio da comédia.

Para tornar a coisa mais realista, uma direção esforçada por ressaltar as diferentes nuâncias da investigação faz balançar a câmera em torno de Carol quando esta está bêbada pós uma degustação de vinhos, e troca o foco rapidamente enquanto em uma conversa entre Carol e Larry decidimos quem está com a razão. Da mesma forma, os personagens secundários não estão totalmente à toa na trama, e cada um participa com suas personalidades, e obviamente Allen mais uma vez retorna o tema traição e crise de meia-idade dos casais.

Assassinato em Manhatan é passado e batido, mas consegue divertir sem ofender ou entendiar. Como se diz por aí, Allen até quando é medíocre, consegue ser acima da média.