Cinema Pensante

August 2, 2011 in Blogging

Você já teve que escrever um texto defendendo alguma opinião ou tentando convencer o leitor de algo através do uso de argumentos e do formato do próprio texto? Se fez isso, sabe que escrever não é tão simples quanto parece à primeira vista. Não se pode simplesmente jogar as palavras: tem que dialogar com elas. Não adianta simplesmente vomitar frases direto do cérebro. É preciso pensar, coordenar, subordinar. E antes de dar o texto por finalizado, é preciso lê-lo pelo menos uma vez, e de preferência muitas. Ajustá-lo. Aparar as pontas. Até que, finalmente, o texto reflita exatamente a mensagem que deve ser transmitida.

Utilizando como analogia o ato de escrever um texto, é possível entender o trabalho por trás de um filme. Não que seja a mesma coisa. É dez mil vezes pior. Porém, ambas as tarefas necessitam de um ser pensante (ou de vários) à procura do formato perfeito, que melhor transmita a mensagem. No caso de um filme, essa mensagem está codificada em imagens, sons, movimento, atuação, cores, música, história. Pode ser uma obra de ficção ou um documentário: sempre estará transmitindo uma mensagem.

Quando assistimos a um filme com o “cérebro desligado”, comendo pipoca como alucinados, estamos desperdiçando a chance de tentar entender essa mensagem, ou de saborear a estrutura do “texto” que estamos assistindo. Assim como um livro, o filme irá falar com o espectador em uma linguagem muito especial, utilizando de todos os artifícios para te chamar a atenção para a mensagem. Mesmo que seja um blockbuster qualquer, com explosões e efeitos visuais sendo constantemente disparados em direção aos seus olhos e ouvidos, existe uma mensagem para ser capturada.

Continuando a analogia, da mesma forma que um ser alfabetizado não será necessariamente um ser pensante, pois ter a ferramenta não implica em saber usá-la, da mesma forma “saber” assistir um filme (enxergar, escutar) não necessariamente lhe dá automaticamente a capacidade de entendê-lo. Existem vários detalhes em um texto, e em um filme, que se não forem analisados com um olhar crítico, nunca serão saboreados como se deve. Há pensamentos, escritos em parágrafos, que podem mudar o mundo. Existem filmes com o mesmo pontencial. Pousam inertes, aguardando o próximo espectador, com sua inteligência e conhecimento peculiares, em busca de uma nova compreensão.

Quem sabe esse próximo espectador treinado e pensante não seja você?