Posts tagged palestras

ShowCast

MVP ShowCast 2013: C++11 e C++14 no Visual Studio 2013

4

ShowCast

Uma notícia meio relâmpago (leia "publicada tarde demais"): amanhã (Segunda-Feira, 02/12/2013) às 17:00 (horário de Brasília) será exibida uma web-palestra web-ao vivo pelo web-Strauss e moderada por web-mim. O assunto é: todas as bugingangas novas que o recém-chegado Visual Studio 2013 suporta da (praticamente) nova linguagem C++11 (e seu amigo do futuro, C++14).

Estarei me guiando pela tabela da MSDN que relaciona essas novidades entre as diferentes versões do Visual Studio. São muitas mudanças de uma vez só, e pode haver detalhes obscuros que eu ainda não ouvi falar, mas tentarei obter o máximo de informações possíveis para juntos tentarmos extrair o que pudermos nessa 1 hora e 15 minutos de web-interatividade.

Quer se inscrever? Acesse o web-linque do evento e nos aguarde por lá!

Update

 

O evento foi realizado e gravado e em breve tanto o áudio quanto os slides estarão disponíveis. Foi uma explicação sucinta sobre as novidades da linguagem, mas muito bem explicada por Strauss, o que deve ajudar a galera a se atualizar aos poucos.

Não foi uma palestra muito popular, talvez pelo dia/horário, mas tivemos a participação de cerca de 7 pessoas. A avaliação final não reflete isso, mas pudemos contar com uma série de perguntas pertinentes do participante Andre.

PoolVS2013CPP11

 

Update 10/12/2013

 

Seguem os slides da palestra:

Untitled2

10° Encontro de Programadores de C & C++

4

Ando tendo alguns problemas de postagem no meu blog, por isso o aviso não foi feito com mais antecedência. Peço desculpas aos organizadores do evento, pois sei que todo tipo de divulgação é útil.

Chegamos em mais um evento do grupo C/C++ Brasil, dessa vez honrando a parte "Brasil" do nome. Sim, nosso próximo evento será fora de Sampa, mas ainda próximo, no Rio de Janeiro! Até onde eu sei, o primeiro que se tem notícia. Finalmente o grupo terá a chance de se reunir na terra de programadores C++ de referência internacional como Pedro Lamarão.

Os detalhes do evento estão, logicamente, no saite oficial do grupo. Ele ocorrerá no dia 25 de maio (ainda dá tempo de comprar passagem) e terá sua programação divulgada já em abril. Infelizmente o tempo para o call for papers quase se esgotou (vai até dia 30 desse mês).

Enfim, essa é a chance de intercâmbio esperada entre nossa comunidade de programadores C/C++ de outras partes do país e que ainda não tiveram a oportunidade de participar dos nossos tradicionais encontros.

Correção: esse encontro foi o décimo, diferente do inicialmente proposto. Ou mudamos a base para 8 =P

Atualização: o encontro rolou, pelos comentários foi bem legal e em breve teremos slides, vídeos, depoimentos e etc.

Engenharia Reversa em Itajubá

5

Essa segunda (ontem, 16 de abril de 2012) foi dia da minha palestra na Unifei, parte do II Composium Unifei, que reúne diversos profissionais e suas especialidades para que estudantes vejam o quão útil pode ser o curso de engenharia.

Tive o prazer de conversar com diversos alunos após a palestra, e me animou muito saber que existem pessoas no mundo acadêmico considerando a possibilidade de escovar bits como um meio de vida. Espero que muitos pesquisem e testem seus conhecimentos em torno da arte da Engenharia Reversa e, em casos extremos, entrem em contato comigo, pois estarei feliz em responder dúvidas pontuais ou direcionar melhor o aprendizado.

O que eu aprendi durante o evento foi que a Unifei já é um polo de engenharia dedicada à formação completa dos seus alunos e uma base de pesquisas realmente interessantes. No entanto, eles querem mais, e me parece que o futuro reserva muitos desafios e conquistas naquela região no que diz respeito à P&D de novas tecnologias em um grau de maturidade que o país, infelizmente, ainda não foi capaz de atingir.

Tudo isso, contudo, depende do grupo dos focados professores e organizadores do evento, cuja companhia tive o privilégio de compartilhar. É preciso tirar o chapéu para o que estão fazendo em Itajubá. E preciso agradecer a Rodrigo Almeida pelo convite para a palestra; foi de fato uma experiência única conhecer o campus e a maravilhosa cidade mineira.

Como prometido

Resolvi juntar as duas apresentações e todo o material envolvido na palestra em um único pacotão, que pode ser baixado através deste linque.

tagcloud

Conteúdo da Palestra

0

Uma nuvem mágica...

O evento de C++ na Microsoft (e organizada pelo nosso grupo C/C++ Brasil) aconteceu. Quem esteve lá teve o privilégio de passar algumas horas com programadores e entusiastas de ambas as linguagens e acompanhar o raciocínio dos palestrantes sobre Move Semantics, COM (good times), programação na placa gráfica e a solução para todos os problemas do universo (vulgo ZeroMQ). Fora isso, a palestra que me surpreendeu no dia foi a do Sr. Basílio Miranda, cômica e inspirada, mas sempre nos fornecendo um pouquinho mais de conhecimento acerca do Qt framework, que felizmente ainda não morreu (a Nokia recentemente liberou uma série nova que ainda usa a versão evoluída do Symbian), e graças a isso não precisaremos nos preocupar por enquanto com o destino de nosso ilustríssimo Sr. Basílio.

Fora isso tivemos uma telepalestra com um dos membro do time do Visual Studio. Mas, francamente, estou cada vez menos interessado no VS e mais no Vim. Portanto...

Segue minha palestra e meu código-fonte sobre Move Semantics devidamente compactados para apreciação dos interessados. Comentários, sugestões, dicas são sempre bem-vindos, como bem sabem os que me procuram eventualmente através de e-mails ou no blogue.

E foi-se o TDC

2

Dessa vez, talvez pelo dia de semana, havia poucos participantes. Isso, contudo, não evitou que o conteúdo e a qualidade das palestras fosse, como sempre, de alto nível.

Infelizmente, só cheguei a partir da palestra de Antonio Ribeiro sobre uma Simulação Distribuída focando no trânsito de São Paulo. Há tempos esse é um tema debatido e ainda acredito que a tecnologia ainda vai resolver isso da melhor maneira possível: cada um em sua casa.

Depois do agradável almoço, onde tive a oportunidade de rever DQSoft e conversar sobre leituras de ficção-não-necessariamente-científica, participamos de um pequeno review sobre escrita de código seguro. Ao menos não tivemos que ouvir novamente algum representante da Microsoft falando sobre a famigerada lib que refazia as funções do C para a versão com copyright_s.

Então chega a vez da palestra mais bagunçada: a minha. Juro que perdi totalmente o fio da meada no início, e quanto mais me esforçava para lembrar o que devia ser dito, mais esquecia. Então resolvi partir direto para o hands-on, onde consegui, imagino eu, com um ritmo adequado, demonstrar todo o cenário da análise do Dicionário Houaiss que tinha feito anos atrás. E pelo visto, muitas pessoas gostaram, pois fui abordado por três ou quatro participantes muito simpáticos e entusiasmados com o tema. Talvez seja hora de voltar para esse submundo mais um pouquinho, fazer coisas mais hardcore pra variar...

Depois do coffee-açucarado-break, tivemos a palestra mais interessante do dia: desenvolvimento de microkernels, apresentado por Rodrigo Almeida, professor de Eletrônica e Programação de Embarcados da Unifei. Não só o tema me interessou ao máximo, como a didática da apresentação foi impecável, abordando tanto os pontos for-dummies quanto um gostinho do que seria fazer por nós mesmos um controle intermediário entre a placa e os programas.

Ao final, nosso mestre-de-cerimônias habitual Alberto Techberto Fabiano fez a abertura de um painel tentando mesclar problemas + experiência + vontade de aprender. Dos assuntos que me lembro, chamou a atenção o fato dos profissionais da linguagem (C/C++) estarem escasseando cada vez mais e também o fato de nosso Grupo C/C++ parecer praticamente invisível aos olhos do Google, pois parece que quase ninguém consegue encontrar o dito cujo.

Infelizmente, alguns compromissos inadiáveis me fizeram ter que sair pela esquerda e esquecer o Lado B da questão. Felizmente, esse não é o nosso último encontro, e espero participar de futuras oportunidades de me integrar à nossa agora, como diz meu amigo Pikachu, comunidade maçônica.

HouaissParaBabylon 1

TDC 2011

2

Estarei no TDC esse ano. A trilha é de C++, mas farei uma palestra sobre engenharia reversa. Para ser mais específico, falaremos sobre a análise do Dicionário Houaiss, cujo projeto venho mantendo nos últimos anos. Acho legal termos um espaço para falarmos de quando fazemos realmente a coisa, em vez de ficar sempre na teoria de como seria ou o que um programador precisa saber para começar a analisar um binário.

Se você gosta do tema e possui dúvidas a respeito, ou gostaria de mais detalhes sobre outros projetos, não deixe de comparecer. Antes e depois da palestra estarei disponível para conversarmos. O mais interessante de termos uma trilha em C++ é reunir pessoas envolvidas em torno da linguagem, não importando muito a área. Somos um grupo pequeno, e é importante que tenhamos um contato mais próximo de vez em quando.

C/C++ Caso de Uso: Engenharia Reversa com Windbg

Esta palestra é sobre desmontar e montar novamente. Iremos descobrir como as entradas do dicionário Houaiss eletrônico estão gravadas em um primeiro momento, para depois remontarmos essa informação de maneira que ela possa ser usada em um outro dicionário.

Ferramentas que serão usadas: Windows, WinDbg, Visual Studio (qualquer versão).

Conhecimentos necessários: C/C++, Assembly 8086, Win32 API.

Passo-a-passo da palestra:

  1. Sobre Pirataria. Como identificar brechas na licença para que você possa usufruir do seu trabalho de refatoração binária.
  2. Análise. Desmontando o dicionário Houaiss e desvendando seu funcionamento interno.
  3. Programação. Remontando a estrutura identificada pela Engenharia Reversa em um formato aberto.
  4. Sobre Fair Use. Explicando como abrir portas para o desenvolvimento de soluções baseada em nossa análise.

Outros conteúdos

Assuntos "similares" também nos esperam com Sergio Prado e programação segura e Rodrigo Almeida, abordando o desenvolvimento de microkernel. Além disso, também teremos Bruno Koga e Guilherme Andrade destrinchando o compilador LLVM para Objective-C, enquanto Antonio Ribeiro Alves Júnior explica sobre t100, um Middleware para Simulação Distribuída.

Nos vemos lá.

Trilha de C++ organizada pelo grupo C/C++ Brasil

0

Sim, nós temos C++! Apesar de ser uma linguagem dita ultrapassada pelos brazucas, o TDC desse ano terá uma trilha de C++ disponível para todo tipo de público que aprecia ou precisa dos poderes de C++ em seu dia-a-dia.

O evento será organizado (do lado C++) pelos nossos habituais organizadores dos eventos do grupo Alberto Fabiano e Rodrigo Strauss, o que é um ótimo sinal, pois, geralmente, ter o nome C++ associado a alguém que nunca compilou um código na vida não é algo que atraia um conteúdo de qualidade.

A trilha de C++ será Quarta, dia 6 de Julho.

Go to Top