Reúna seus comandos mais usados no WinDbg com .cmdtree

Tudo começou com o artigo de Roberto Farah sobre o comando “escondido” do WinDbg .cmdtree. Logo depois meus outros colegas do fã-clube do WinDbg Volker von Einem e Dmitry Vostokov comentaram sobre a imensa utilidade desse comando.

E não é pra menos. É de longe o melhor comando não-documentado do ano. Tão bom que sou obrigado a comentar em português sobre ele, apesar dos três artigos já citados.

Comandos repetitivos

E eu estava justamente falando sobre essa mania dos programadores sempre acharem soluções para tarefas repetitivas e monótonas que o computador possa fazer sozinho.O comando .cmdtree é uma dessas soluções, pois possibilita ao depurador profissional juntar em uma só guia o conjunto de comandos mais usados por ele no dia-a-dia, por mais bizarros e com mais parâmetros que eles sejam, já que é possível representá-los por um alias (apelido):

windbg ANSI Command Tree 1.0
title {"Meus Comandos Comuns"}
body
{"Comandos Comuns"}
 {"Subsecao"}
  {"Breakpoint no inicio do programa"} {"bp @$exentry"}
  {"GetLastError"} {"!gle"}

O resultado:

cmdtree.png

E podemos usar essa janela no nosso WinDbg, cada vez mais bonitinho e cada vez mais WYSIWYG:

cmdtree2.png

Realmente não há segredos em seu uso. Esse artigo foi apenas um patrocínio do clube do WinDbg.

PS: Interessantemente o suficiente, durante minha navegação em busca das referências encontrei mais dois artigos de duas figurinhas carimbadas no mundo de debugging: John Robbins e a Tess. Pois é, se o mundo de informática já é pequeno, imagine o mundo de WinDbg =)

329 Visitas no Total 1 Visitas Hoje